Pesquisar este blog

Utilize os MARCADORES no lado direito para facilitar sua navegação pelo blog.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Poesia de Camila Visconio

Linguagem

Ainda prefiro as palavras
Verbo, substantivo, adjetivo
E pronome...
Meus livros na estante
Seus sinônimos, meus significados
Ah, este dom que eu não tenho
Esta linguagem que não aprendo
Leituras visuais,
Expressões faciais
Até gestos corporais...
Imagino o imaginável
Complexo exagero à minha praticidade
Altas horas de longas interpretações
Até me esforço
Pesco cada peixe desse imenso oceano
E eles? Nada me dizem. Nadam...
Prefiro que me digas, me alegre, me torture
PALAVRAS, estas que eu amo!
Assim te beijo, te chamo, até te odeio
Assim eu sei o que tu és.
Concluo o meu projeto
Revisado e interpretado
Guardo-te eternamente
Na estante e neste longo instante...

Nenhum comentário:

Postar um comentário