Pesquisar este blog

Utilize os MARCADORES no lado direito para facilitar sua navegação pelo blog.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Impressões acerca do processo: IV Congresso Regional Fora do Eixo SP/RJ - Etapa Araraquara

“Beeemmmm ami i i i i igos da Reee”... Rufh... ta bom.


Muito bem, prezados amigos, aqui está uma breve resenha do 4º Congresso Regional SP/RJ acontecido e organizado grandiosamente pelo Coletivo Colméia Cultural de Araraquara. – ao som da banda The Snobs.

Ao chegarmos a Araraquara, o Coletivo CULTURAMA e o CECAC Parquim, fomos muitíssimo bem recebidos pelo Barone e sua companheira, que solidariamente nos buscaram na rodoviária.

   

No primeiro dia, sexta-feira, 12 de agosto de 11, chegamos (um pouco atrasados, por conta do trabalho, coisa e tal – mas chegamos), e de cara percebemos como os três dias seriam puxados, e repletos de informação.

Desde o debate sobre Políticas Públicas, passando por GT (grupos de trabalho), reuniões livres entre os Coletivos, passando por debate sobre Artes Integradas, Economia Solidária e Moeda Social, até a Plenária final, pondo um ponto nos três dias de congresso regional, percebemos que os Coletivos estão afinadinhos, tudo mundo aplicado, e o Fora do Eixo ganhando, cada vez mais, força para contribuir com aquilo que pode, e pode muito bem.

   

Quero ressaltar aqui o debate dos Coletivos, Fuligem, Maiêutica, Aparelho Coletivo, Massa Coletiva, Timbre, D1 e CUTURAMA, sobre a circulação da produção da FEL (Fora do Eixo Letras) e também das artes integradas. Concluímos que a utilização de ferramentas semelhantes a circulação de bandas deve, respeitando-se as possibilidades, servir também a escritores, produtores de cinema, poetas, etc., fomentando também a utilização de mesas de debate sobre estas linguagens, oficinas, exposições, de modo separado, porém, também, quando possível, tendo-se estas artes integradas ao circuito de bandas.
Utilizando-nos, como exemplo, o 15º Festival Caipiro Rock, que contou em Serrana SP no seu último dia, com uma Mesa de Literatura, Fanzine e Oficina de Luthieria, dentro de um festival que teve como ponto alto a circulação de bandas. Sendo assim, vemos que é possível, e necessário o aumento da circulação das Linguagens.

Este foi um GT (grupo de trabalho) que gerou bastante discussão entre nós (coletivos acima citados), o qual se mostrou bastante produtivo. Tendo, também, obtido uma boa reciprocidade e relevância durante a Plenária.
Claro, este é um assunto ainda em pauta. Não tomaremos conclusões precipitadas.
No último dia, durante a Plenária, rolou também a votação para adesão de novos Coletivos ao Fora do Eixo. Este fato nos deixou muito felizes, pois, o Coletivo CULTURAMA obteve votação a favor da sua parceria. Sorrimos também para a adesão do Coletivo Matuto, de Monte Azul Paulista, dos nossos queridos amigos, e já colaboradores, Danilo e Thaysa Zuccherato (casados), com sua consolidação como coletivo e parceiro do FDE.
Quero também ressaltar a criação de um Colegiado representativo (órgão dirigente), para o qual foram escolhidos 12 membros. Para a alegria do CECAC, Ricardo Brasileiro fora aderido ao corpo colegiado. Para nós, Monte Alto, Monte Azul Paulista e CECAC fora um grande ponto, tendo em vista a colaboração entre os três pontos (por conta da proximidade).
Parabéns a todos que se manifestaram para a composição do Colegiado. Temos certeza de que a edificação do Colegiado contribuirá muito para uma melhor organização e organicidade do Fora do Eixo.

Alguns assuntos a respeito do Congresso Nacional também foram postos em discussão. E, com total importância, a presença e representatividade do Estado de São Paulo no mesmo, para que possamos fortalecer as bases do Circuito, também fora pautada.
Não entrarei na discussão, nesta resenha. Mas, tendo em vista o que presenciamos e participamos durante o Congresso Regional, posso dizer que o Congresso Nacional será extremamente mais produtivo e intenso.

Para finalizar, registramos o agradecimento do Coletivo CULTURAMA e CECAC Parquim a toda a equipe gestora do FORA DO EIXO, aos Coletivos Parceiros, ao pessoal do Coletivo Colméia pela excelente organização do 4º Congresso Regional SP/RJ em Araraquara, e a todos que contribuíram direta e indiretamente para a realização do mesmo.

Agora, é lutar pelo ideal e partir para o Nacional.

Um comentário:

  1. Muito boa a publicação. Cheio de fotos. Então, sem dúvida o congresso regional foi mesmo uma etapa importante do que teremos em Novembro dias 14 a 20 em São Carlos que é o Congresso Nacional do Fora-do-eixo. Que na real será um Congresso que parte do Fora-do-eixo, mas agrega outros tantos em torno do debate político e ação direta de construção dos caminhos da cultura no Brasil. Vamio que Vamo!!!

    ResponderExcluir